Edição 122 de 14/07/2006

Morre o bispo emérito de Petrópolis, Dom José Fernandes Veloso

 

O Bispo-emérito de Petrópolis, Dom José Fernandes Veloso, morreu na segunda-feira, dia 10, por volta das 13h no Hospital São Lucas, em Petrópolis. Aos 90 anos, ele estava internado há quatro dias por causa de problemas no coração. A internação havia sido recomendada por uma equipe médica, que considerou os problemas resultado da idade avançada. Uma missa de corpo presente foi celebrada na terça-feira, dia 11, às 11h, pelo arcebispo de Niterói, dom Alano Maria Pena, na Catedral São Pedro de Alcântara. Ele foi sepultado no mesmo local, na cripta destinada aos bispos, onde também estão os restos mortais de Dom Manoel Pedro da Cunha Cintra. 
Dom Veloso era amigo pessoal do saudoso papa João Paulo II. O bispo de Petrópolis, Dom Filippo Santoro, que no final de semana participou do encontro Mundial das Famílias com o Papa Bento XVI, manifestou sua tristeza pelo falecimento de Dom Veloso e também por não saber se chegaria a tempo para o sepultamento. Dom Filippo Santoro afirma ter em Dom Veloso um exemplo como condutor da Igreja e ao mesmo tempo um empreendedor da cultura. Isso por ter doado boa parte de seu ministério a Universidade Católica de Petrópolis (UCP). “Dom Fernandes foi um pastor zeloso e inteligente, sua fidelidade à Igreja é um testemunho que nos comove e inspira a seguir seu exemplo”, definiu ele.
O lema de seu ministério episcopal era “Veritatem facientes in caritate” (Praticar a verdade na caridade) e quem o conheceu sabia do seu empenho pela verdade. Nascido aqui em São Manuel, em 1916, foi ordenado padre, aos 25 anos, em 12 abril de 1941, em Roma, na Itália. A nomeação de Dom José Fernandes como bispo auxiliar de Petrópolis aconteceu em 23 de março de 1966. Nesta função ficou, sendo o braço direito de Dom Manoel, até 26 de novembro de 1981, quando foi nomeado Bispo Coadjutor e em 15 de fevereiro de 1984 assumiu o cargo de Bispo Diocesano de Petrópolis, deixando o cargo em 1996, passando então a residir no Seminário Diocesano. 
Quando de sua sagração episcopal, no brasão, lembrança do importante momento da sua vida religiosa, Dom Veloso fez questão de mencionar sua origem. A descrição simbólica do mesmo cita que “os dois ramos de café que se cruzam, lembram São Manuel, terra natal do novo bispo”. Em 1991, ele recebeu o título de Cidadão Benemérito de São Manuel. 
Ao noticiarmos o falecimento do bispo emérito de Petrópolis, o são-manuelense Dom José Fernandes Veloso, queremos registrar, em nome da direção, funcionários e colaboradores do jornal O Debate e da Rádio Clube de São Manuel, nossas sentidas condolências aos seus familiares, muitos dos quais aqui residem. Amanhã, dia 15, às 7h30 da manhã, será celebrada missa de 7º dia pela alma de Dom Veloso, na Igreja Matriz de São Manuel.
 

Central São-manuelense de Comunicação – Jornal O Debate, Rua Cel. Rodrigues Simões, 69
Centro – São Manuel – SP, Telefones (14) 3842.3637 / 3841-4459 – contato
Desenvolvimento e Hospedagem: TeraQualy