Jornal O Debate

Informação com Credibilidade

Conheça histórias de homens que se tornaram pais depois dos 60 anos

Amor e cumplicidade marcam a vida desses pais que carregam um sonho, ver os filhos crescerem

Dia dos Pais, celebrado neste domingo (09), é uma boa data para conhecer diferentes histórias. Tem aqueles que, tão jovens, já ganham a missão de criar um bebê, mas esta é a vez de contar as experiências de homens que se tornaram pais depois dos 60 anos.

O agricultor Raimundo Nonato de Souza, de 81 anos, até se emociona ao lembrar de como foi segurar no colo o filho Vitor de Souza, o caçula de 17 anos.

“Quando eu me juntei com essa mulher, ela tinha quatro filhos. Eu foquei nos quatro filhos dela, nunca pensava que fosse contrair filho. […] Mas é muito gratificante, sabendo que ali está algo muito forte. A gente com aquela idade, e quase sabendo que a gente não vai dar conta de ver ele mais velho. A minha surpresa é estar aqui com ele homem, né?”, comentou o agricultor.

Vitor foi o décimo filho de Raimundo. Pai e filho vivem e trabalham juntos no cuidado de hortaliças. Segundo o adolescente, tudo é feito com muito companheirismo e respeito.

“Eu não sei nem te explicar o amor que eu tenho por ele, apesar de tudo. Em todas as ocasiões ele está do meu lado, está me ajudando, está me proporcionando uma visão ampla das minhas atitudes e do que eu posso fazer no decorrer da minha vida.

E o Raimundo só tem um desejo para o filhão: “O que eu espero é ver eles crescendo cada vez mais, sendo humilde, mas crescendo”.

Esse amor imenso e o desejo de ver o filho crescer é compartilhado pelo também agricultor Bento Pereira de Souza, de 67 anos. Ele é morador do Ramal do Curralinho, e é pai da pequena Radhassa, de 9 meses de idade. Assim como Raimundo, Bento também não esperava ter mais filhos. A memória do momento que viu a neném pela primeira vez será inesquecível.

“Eu passei foi a noite todinha de sono lá, em cima dos médicos esperando minha neném. Vi aqueles olhinhos brilhando assim. É maravilhoso”, relembra.