Jornal O Debate

Informação com Credibilidade

O que esperar do futuro?

Os novos dias são feitos com as experiências do passodo e a construção do presente

Nossa querida São Manuel completa 150 anos de história. Durante este período, a cidade exportou para o Brasil dezenas de talentos. Seja no esporte, cultura, política, educação ou entretenimento. Proporcionalmente, se levarmos em conta o número de habitantes, talvez seja o município que mais expoentes ofereceu ao país. Podemos passar horas rememorando sobre todos que brilharam, e brilham, nos quatro cantos do Brasil. O que nos faz acreditar que ainda temos muita coisa para contar e ser escrita. Partindo deste princípio, resolvemos projetar como deve ser a São Manuel do “presente” futuro. Para chegar numa conclusão, consideramos alguns pontos.

O primeiro pode estar ligado a um plano de crescimento, que seja executado e não fique apenas no papel, ou no discurso. E que através dele, possamos nos organizar e antecipar necessidades, coordenando esforços e estabelecendo metas e horizontes a serem desbravados. Não adianta de nada organizar se não enxergar as oportunidades, ser prudente ao gerenciar riscos, traçar planos e metas a curto, médio e longo prazo. Não basta apenas saber das necessidades de um povo, é preciso apresentar a solução para os problemas enfrentados pela população. Caso contrário, a miopia administrativa no sistema de gestão pode custar caro.

É preciso elencar as necessidades básicas, emprego, saúde, moradia, educação, segurança e até mesmo o acesso à informação. Buscar investimentos para a cidade, sem abandonar a economia local, afinal de contas é ela a responsável pela geração de renda e empregos no município.

Os projetos, em suas mais diversas áreas devem sair do papel e atender as necessidades da comunidade, seja na área urbana ou rural, estimulando o avanço do município no turismo, comércio, saúde, o que pode trazer benefícios inimagináveis para a cidade e toda a região.

Para encerrar, é também necessário olhar com muito carinho e acreditar em nossos jovens e adolescentes, para que possam além de ter perspectivas num futuro melhor, possam ter a esperança. Assim desejamos, quem sabe, em breve, fazer com que São Manuel volte a ser um berço de personalidades desse nosso imenso Brasil.