Jornal O Debate

Informação com Credibilidade

Festa de Corpus Christi é cancelada em São Manuel

Tal medida visa não gerar aglomerações, evitando assim, possíveis focos de transmissão da COVID-19

A Festa da Procissão de Corpus Christi foi cancelada devido à pandemia do novo coronavírus. Celebração ocorre 60 dias após a Páscoa – que, neste ano, aconteceria em 11 de junho. Em muitas cidades portuguesas e brasileiras, é costume ornamentar as ruas por onde passa a procissão com tapetes de colorido vivo e desenhos de inspiração religiosa. Esta festividade de longa data se constitui uma tradição no Brasil, principalmente nas “cidades históricas”, que se revestem de práticas antigas e tradicionais e que são embelezadas com decorações de acordo com costumes locais.

Em São Manuel, a festa foi idealizada pela professora Tereza Mazzuco, no ano de 1948. No princípio, Tereza pedia para que a população guardasse pó de café, vidros e até mesmo tampinhas de garrafa. Pouco tempo depois, ela sugeriu que fosse utilizado o bagaço da cana-de-açúcar, moído e tingindo, para variar ainda mais os tapetes da procissão. Como destaque desta edição, foi adicionado a dolomita, um mineral que pode ser facilmente armazenado e é abundante na natureza.

Em sua 72ª edição, entretanto, não mais será realizada. Tal medida visa não gerar aglomerações, evitando assim, possíveis focos de transmissão da COVID-19. Segundo o Pároco da Paróquia São Manuel, Pe. Carlos Ferreira dos Santos, em acordo com o poder público, a parte dos tapetes e de barracas está cancelada devido a Pandemia e para a segurança das pessoas, mas para a parte religiosa, estamos pensando, ainda não está totalmente resolvido, em fazer uma carreata com o Padre dando a benção, com os cânticos e as orações que sempre usamos nas procissões de Corpus Christi. As pessoas se quiserem poderão montar um altar nas janelas, varandas de suas casas e assim faremos uma celebração simples, porém lembrada.