Pardinho tem um dos melhores queijos do mundo

Queijo cuesta obteve marca “super ouro” em concurso francês

Quem conhece Pardinho, sabe muito bem que a natureza tem destaquem em sua paisagem. Mas engana-se quem conhece apenas as cafeterias e bares espalhados pela serra.

Fazendeiros da região agora também apostam na produção de queijo. A produção se dá de forma artesanal e com uma qualidade reconhecida além das nossas fronteiras.

Um dos queijos da propriedade, o cuesta, ganhou a medalha “super ouro”, a maior premiação de um concurso mundial de queijos realizado na França. Ele exigiu 2,5 anos de dedicação e aperfeiçoamento até alcançar o nível atual de qualidade.

A produção local varia de acordo com a disponibilidade de leite durante o ano. Atualmente, a fazenda produz cerca de 750 litros de leite por dia, o que dá em média 2,2 mil quilos de queijo por mês, que são distribuídos para todo o país.

Outro queijo da região também ganhou reconhecimento internacional. Ele é produzido em Bofete, município vizinho a Pardinho. O queijo sinuero ficou com uma das medalhas de prata do concurso.

São fabricados na propriedade seis tipos de queijos de sabores e tamanhos variados. Alguns são feitos até com flores. O fermento usado no preparo também é produzido no local.

Os queijos da nossa região já podem ser encontrados nos mercados, e custam na faixa de R$ 100,00 a R$ 200,00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *