Mapa do Turismo: cidades da região avançam e se destacam

Neste ano, os estados e municípios contaram com novos critérios, compromissos e recomendações estabelecidas pelo Ministério do Turismo

O Ministério do Turismo divulgou nesta segunda-feira (26), no Diário Oficial da União (DOU), o novo Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021. Ao todo, 2.694 cidades de 333 regiões turísticas do País foram validadas pela Pasta e incluídas na atualização da plataforma. Na região, Avaré, Botucatu, Brotas, Jaú e Lins despontam como as melhores posicionadas, na categoria B.

Neste ano, os Estados e municípios contaram com novos critérios, compromissos e recomendações estabelecidas pelo Ministério do Turismo, entre elas a obrigação de participação em instância de governança e em Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a integração destes locais no novo Mapa do Turismo é fundamental para que a Pasta possa direcionar ações que desenvolvam o setor em cada região. “Estamos num momento de virada para o turismo brasileiro e contamos com este novo mapa para termos uma radiografia atualizada do potencial turístico do Brasil para investir de forma adequada na melhoria de infraestrutura, realização de campanhas publicitárias, entre outras ações”, finalizou.

Além da necessidade de o município ter um órgão de turismo em atividade e conselho municipal funcionando, o novo mapa adotou outros critérios obrigatórios para a participação na plataforma: orçamento próprio destinado ao turismo e possuir prestadores de serviços turísticos de cadastro obrigatório registrados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos, do Ministério do Turismo.

O secretário Nacional de Estruturação do Turismo, Robson Napier, destacou que os novos critérios darão ao Ministério a oportunidade de trabalhar com foco na qualidade dos destinos e na melhoria dos serviços prestados aos turistas. “Em parceria com os Estados e com o novo Mapa, vamos conseguir atuar com ações pontuais nestes municípios, para elevar o turismo brasileiro ao real patamar que lhe cabe, dando qualidade e boas experiências aos nossos visitantes”, complementou.

Entre os benefícios do Mapa do Turismo estão a categorização dos municípios turísticos, que vai de “A” a “E”. Essa classificação é um instrumento de acompanhamento do desempenho das economias turísticas locais. Além disso, ele subsidia a priorização de investimentos por programas do Ministério do Turismo, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, observando características peculiares de demanda e vocação turística.

O novo Mapa do Turismo está disponível para consulta no site www.mapa.turismo.gov.br e conta ainda com a emissão de certificado digital para os municípios que o compõem. A certificação é uma maneira de comprovar que o município está inserido no Mapa e faz parte do rol de 2.694 destinos brasileiros que trabalham o turismo como política de desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda.

Botucatu melhora na classificação
Botucatu foi classificado como categoria B na atualização do Mapa do Turismo Brasileiro. No mapa, o Ministério do Turismo promove uma classificação que leva em conta informações prestadas pelos municípios, como orçamento destinado ao turismo, infraestrutura de serviços, entre outros quesitos, e promove um ranking que vai de A (como melhor desempenho) até a letra E (pior desempenho).

Na última avaliação, realizada em 2017, Botucatu foi classificada na categoria C. “Melhoramos nossa posição graças ao trabalho que vem sendo realizado tanto por nós do Turismo, quanto pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Cidade, instigando e oferecendo condições para que mais investidores escolham Botucatu”, afirma afirma Augusto Tecchio, Secretário Adjunto de Turismo.

“A tendência é que essa classificação melhore ainda mais com o trabalho que vem sendo realiza-do e Botucatu continue se destacando no turismo tanto a nível regional quanto nacional”, finaliza Junot de Lara Carvalho, Secretário que responde pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura.

Fonte: Jornal da Cidade, Bauru.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *