A IMPORTÂNCIA DA FÉ

O editorial desta semana trouxe a importância de valorizar os símbolos de nossa cidade, em específico os de fé. Assim, gostaríamos de usar este espaço para pensar sobre este tema que consideramos de grande importância.

Para os que não sabem, as igrejas sempre foram locais fundamental à história. Muitas vezes construídas em pequenas vilas, tornaram-se, ainda na Idade Média, um centro de convivência, reunião e peregrinação. Eram o único prédio alto em meio a casebres. Cidades inteiras se montaram em torno de catedrais por conta da peregrinação que elas geravam. No Brasil, temos o exemplo de Aparecida do Norte. Apesar do correr do tempo, tais estruturas preservaram muito de sua importância para a comunidade, pois em tempos nos quais o relógio e o calendário não eram comuns, compromissos e reuniões ficavam para “depois da missa”. Além disso, em tempos de guerra, muitas basílicas serviram de abrigo e trouxeram conforto aos que necessitavam. Hoje, muitos podem não ver mais a mesma importância, mas particularmente discordamos.

Todo templo religioso, qualquer que seja o credo, serve ainda para reencontros com o outro e com a fé. Para os que creem, tamanha é esta força que mesmo após tragédias, tais locais seguem sendo pontos de referência, como Notre Dame, que, mesmo destruída, já abrigou missa com presença do papa, assim como a capela alvo de atentados recentes no Sri Lanka e a mesquita alvejada na Nova Zelândia. A fé, seja no que ou em quem for, mostra-se assim um ponto de força e de união desde os tempos mais antigos até os dias mais atuais. Que assim seja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *