Jornal O Debate

Informação com Credibilidade

Fake news, a fábrica de mentiras

Desde o ano passado, um novo termo entrou em pauta no nosso cotidiano: as “fake news”; a palavra, originária do inglês, significa“notícia falsa”.

O mensageiro dessas notícias falas muitas vezes está em nossas mãos, o WhatsApp, onde o fluxo de informações que por lá se passa é inimaginável.

As famosas correntes, encaminhadas nos grupos, podem ser vídeos virais, “memes” ouaté mesmo notícias, que na maioria das vezes podem ser duvidosas, principalmente quando não acompanham uma referência que dê a elacredibilidade.

O intuito de crê-las, ou não, é algo que não se faz como objetivo principal, e sim o burburinho que se solidifica em cima de tal. Tanto que, em virtude disso, existem portais dedicados exclusivamente na checagem de informações que circulam pela rede.

Esse trabalho é árduo e ingrato. Já que afalta de conhecimento coletivo toma conta daslinhas do tempo. Tirar frases de seu contexto original, afim de se criar uma manchete chamativa e sedutora, passou a ser parte do cotidiano de pseudos fontes de informação. Porém é importante lembrar que ao compartilhar notícias sem fundamento já é considerado crime

Para promover tais conteúdos, perfis falsos (os chamados “bots”) entram em ação. Afim de disseminar a matéria falsa, programas decomputadores são usados para movimentar as redes sociais, redirecionando o leitor ao siteenganoso. Esse tipo de conteúdo ganha força quando é compartilhada, daí a nosso responsabilidade quando o assunto em pauta é Fake News.

Para não cair nessa armadilha procure entrar em sites como confiáveis, por mais que você discorde ou não goste do portal; verifique a informação em outros lugares, para que assim seja entendível outros pontos de vista a respeito da pauta; desconfie de matérias que você já possa ter visto, pois a ressurreição de notícias antigas entrou em voga; e, por fim, investigue.

Só assim as pessoas de boa fé estarão preparadas para evitar cair em notícias falsas ou cometer equívocos durante conversas, independente do assunto.