Há quinze anos, tocando músicas do “Rei”

Com a Clube ao vivo na internet, as pessoas podem acompanhar o especialista em Roberto Carlos de qualquer ponto do Brasil e mesmo do exterior

Ele é capaz de discorrer e mesmo adiantar informações sobre cada um dos medicamentos cuidadosamente expostos nas prateleiras de suafarmácia. Afinal, é farmacêutico há mais de 50dos seus 72 anos de vida e, como proprietário da centenária Drogaria Popular, faz da profissão um sacerdócio. Mas – e isso, parcela ponderável da população já sabe -, também é habilitado a falar sobre a vida artística do cantor Roberto Carlos com o conhecimento e a propriedade próprios apenas de fãs clubes. José Henrique Giacheli, o “Zé da Farmácia” como as pessoas se dirigem aele, não guarda apenas para si as notícias que têmsobre o Rei da Jovem Guarda. Elas são tornadas públicas aos sábados por meio das ondas da Rá-dio Clube de São Manuel no programa “RobertoCarlos Convida”, levado ao ar das 9 às 12 horas e com uma legião de ouvintes em todo o país.Não há nenhum exagero nessa afirmação, mes- mo considerando o fato de que o transmissor da emissora opera com potência regional. Como a Clube está ao vivo na internet, as pessoas podemacompanhar o especialista em Roberto Carlos dequalquer ponto do território nacional e mesmo do exterior.

Orgulhoso, Giacheli conta que vez por outrarecebe mensagens e pedidos de músicas vindosde outros países, casos da Argentina, Costa Rica,Cuba, Espanha, Estados Unidos, Itália, Portugal e México, para citar apenas alguns, nações onde o cantor tem numerosos admiradores e sua fama continua elevada. Não é demais lembrar que o parceiro de Erasmo Carlos fez inúmeras apresentações do exterior e levou vários troféus Emmy, de longe o maior e mais prestigioso prêmio estadunidense atribuído a programas e profissionais da televisão. “Na primeira vez em que um ou- vinte internacional fez contato com o programa, anos atrás, fiquei estupefato, perplexo mesmo com a receptividade que vinha tendo fora de nossas fronteiras e não fazia ideia”, comenta o titular da Drogaria Popular. “E fiquei pensando com meus botões quantos outros ouvintes estrangeiros não estariam sintonizados na Clube naquele horário?”

O bom da história é que Giacheli está festejando nesta semana quinze anos à frente dos microfones com o seu concorrido programa, os seis primeiros deles através das ondas da Rádio Nova, de São Manuel – ele chegou à Clube em 2010. No começo, ainda na outra emissora, o programachamava-se “Show do Roberto”, e tanto lá quanto cá a tônica tem sido a combinação de música com brindes. Na atualidade, o quadro “Show da Sorte”, por exemplo, recebe a inscrição prévia por telefone de até 150 ouvintes a cada programa (na edição do último dia 2 de março concorreram 143 pessoas), ocasião em que é feito o sorteio de 100 reais e de cinco brindes distintos, recompensas que não faltam graças à firme disposição de colaborar demonstrada pelo comércio local. “O ouvinte escolhe uma dezena e o sorteio se dá pela Loteria Federal.”, explica o apresentador. “E a entrega do prêmio é feita no sábado seguinte”, esclarece.

Mas alguém há de se perguntar, como é possível a Giacheli apresentar 48 programas por ano, três horas de duração cada um, enfocando apenas Roberto Carlos? O repertório do cantor, afinal, é tão extenso assim? “Ele gravou até hoje mais de setecentas melodias, a última delas em 2005”, conta o misto de farmacêutico e radialista, esclarecendo que, em concordância como o nome do programa, a divulgação de sucessos musicais de alguns convidados tem o mérito de ajudar a preencher o tempo. Na semana passada, por exemplo, tocamos várias músicas da dupla sertaneja João Mineiro e Marciano; todavia, há dias em que o número de cantores convidados é maior, podendo chegar a quinze.

Qual é a preferência musical dos ouvintes? Giacheli enumera as cinco canções de Roberto Carlos mais pedidas: Outra VezNossa Senhora, DetalhesCaminhoneiro Coisa Bonita. E revela que sua simpatia aponta para Detalhes Amor sem Limite. E confessa que a despeito de apresentar um programa radiofônico criado para enaltecer as qualidades do artista e suas composições, o cantor não é o único com assento garantido na sua playlist. “Também tenho apreço pela dupla Chitãozinho & Xororó, pelos cantores Moacir Franco e Nilton César, e pelo trabalho deixadopelos Beatles, The Bee Gees, The Platters e RayConniff, entre outros”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *