Edição 606 de 16/11/2018

TUDO PELA DEMOCRACIA

Democracia é o regime político em que a soberania é exercida pelo povo.

A palavra democracia tem origem no grego demokratía que é composta por demos (que significa povo) e kratos (que significa poder). Neste sistema político, o poder é exercido pelo povo através do sufrágio universal.

É um regime de governo em que todas as importantes decisões políticas estão com o povo, que elegem seus representantes por meio do voto. É um regime de governo que pode existir no sistema presidencialista, onde o presidente é o maior representante do povo, ou no sistema parlamentarista, onde existe o presidente eleito pelo povo e o primeiro ministro que toma as principais decisões políticas.

A democracia tem princípios que protegem a liberdade humana e baseia-se no governo da maioria, associado aos direitos individuais e das minorias.

Uma das principais funções da democracia é a proteção dos direitos humanos fundamentais, como as liberdades de expressão, de religião, a proteção legal, e as oportunidades de participação na vida política, econômica, e cultural da sociedade. Os cidadãos tem os direitos expressos, e os deveres de participar no sistema político que vai proteger seus direitos e sua liberdade.

Analisando isso, no domingo 28 de outubro tivemos a eleição do deputado federal e capitão reformado Jair Bolsonaro (PSL) para a Presidência da República. Um candidato de um partido pequeno, sem tempo de propaganda em rádio e TV. 

Não se pode contestar a legitimidade da eleição, a maioria dos eleitores assim o quis. Isso é a democracia.

Mas o que se pode esperar? Especialistas analisam que serão anos difíceis, até pela situação em que o Brasil se encontra, em meio a uma grande crise econômica, com milhares de desempregados, com contas públicas estouradas, saúde e segurança desacreditadas. Mas, por outro lado, a democracia brasileira, ultrapassando tudo isso, sairá fortalecida.

Após o TSE – Tribunal Superior Eleitoral dar a vitória a Jair Bolsonaro, o eleito fez um discurso “Faço de vocês minhas testemunhas de que esse governo será um defensor da Constituição, da democracia e da liberdade. Isso é uma promessa, não de um partido, não é a palavra vã de um homem, é um juramento a Deus”, afirmou.

Bolsonaro afirmou no discurso que assumiu o compromisso de fazer um “governo decente”, formado por pessoas com o propósito de transformar o Brasil em uma “grande, próspera, livre e grande nação”.

Bolsonaro declarou que a “liberdade é um princípio fundamental” e citou como exemplos a liberdade de ir e vir, político e religiosa, de informar e de ter opinião e de fazer escolhas.

“Como defensor da liberdade, vou guiar um governo que defenda e proteja os direitos do cidadão que cumpre seus deveres e respeita a leis. Elas são para todos porque assim será o nosso governo: constitucional e democrático”, declarou o presidente eleito.

Tivemos uma eleição extremamente polarizada, algo nunca visto na história de nosso País. Mas pelas palavras do Presidente eleito, com democracia e respeito à Constituição tudo será superado. É isso que esperamos, é isso que toda nação quer!

Central São-manuelense de Comunicação – Jornal O Debate, Rua Cel. Rodrigues Simões, 69
Centro – São Manuel – SP, Telefones (14) 3842.3637 / 3841-4459 – contato
Desenvolvimento e Hospedagem: TeraQualy