Edição 605 de 05/10/2018

Brasileiros escolhem seus representantes

Domingo, 7, todos nós brasileiros estamos sendo chamados para exercer o nosso direito de cidadãos, votando para eleger os governantes do Brasil nos próximos quatro anos. Nos locais em que houver segundo turno, no dia 28 do mesmo mês. 

São 147 milhões de eleitores aptos a votar. A votação ocorrerá das 8h até às 17h, horário local.

Domingo é dia de democracia

Domingo, 7, todos nós brasileiros estamos sendo chamados para exercer o nosso direito de cidadãos, votando para eleger os governantes do Brasil nos próximos quatro anos. Nos locais em que houver segundo turno, no dia 28 do mesmo mês. São 147 milhões de eleitores aptos a votar.

O voto é obrigatório para maiores de 18 anos e facultativo para os analfabetos, os maiores de 70 anos e os que tenham entre 16 e 18 anos.

O local de votação, caso ainda haja dúvidas, pode ser confirmado no Cartório Eleitoral e também no site do TSE – Tribunal Superior Eleitoral (www.tre-sp.jus.br). Para isso, não é necessário o número do título: bastam o nome do eleitor, o nome da mãe e a data de nascimento.

No domingo, 07, a votação ocorrerá das 8h às 17h, pelo horário local, não importando os fusos horários diferentes do horário de Brasília. Por isso, a divulgação dos resultados para Presidência da República só começam a ser divulgados quando o último Estado terminar a sua votação. O que deve ocorrer após às 19h.

Para votar o eleitor deve estar de posse de um documento com foto.

Têm preferência na hora de votar: os candidatos, os juízes, seus auxiliares e servidores da Justiça Eleitoral, os promotores eleitorais e os policiais militares em serviço e, ainda, os eleitores maiores de 60 anos, os enfermos, os portadores de necessidades especiais, as mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

Justificativa – se você estiver fora de sua cidade, justifique sua ausência, no dia da eleição, em qualquer local de votação ou posto de justificativa, entre 8h e 17h. Você deverá dirigir-se a qualquer Cartório Eleitoral ou Tribunal Regional Eleitoral para obtenção do formulário de requerimento de justificativa eleitoral. Com o formulário preenchido e seu título de eleitor, ou algum documento de identificação em mãos, você deve entregá-lo em qualquer local de votação. Se você estiver doente ou tiver qualquer outro problema, deve procurar o seu Cartório Eleitoral para fazer a justificativa até 60 dias depois das eleições, munido dos documentos que comprovem o motivo da ausência. É importante lembrar que primeiro e segundo turnos são eleições independentes, portanto é necessária uma justificativa para cada votação. Quem não justificar a falta no dia da eleição poderá fazê-lo até 6 de dezembro de 2018, em relação ao primeiro turno, e até 27 de dezembro de 2018, em relação ao segundo turno, por meio de requerimento dirigido ao Juízo da Zona Eleitoral em que é inscrito.


Como votar – o uso da “cola” para votar é permitido e incentivado pela Justiça Eleitoral. Prepare a sua. Acompanhe a ordem em que funcionará a urna eletrônica:

 Deputado Federal – você votará primeiro para deputado federal. Usando o teclado da urna, digite o número do candidato que você escolheu. Os números dos candidatos a deputado federal têm quatro dígitos.

Dados do candidato – na tela, aparecerão a foto do candidato, seu nome, número e a sigla do seu partido.

Confirmação do voto – se as informações estiverem corretas, aperte a tecla “confirma” (verde). A urna emitirá um rápido sinal sonoro.

Corrigindo o voto – se os dados estiverem errados, pressione a tecla “corrige” (laranja) e digite novamente o número do candidato.

Deputado Estadual – o segundo voto será para deputado estadual. Repita os mesmo passos do primeiro voto. Os números dos candidatos a deputado estadual têm cinco dígitos.

Votando na legenda – tanto para deputado estadual quanto para federal, você pode votar somente na legenda em vez de em um candidato específico. Para isso, pressione o número do partido e, depois, aperte “confirma”.

Primeiro voto para senador – o terceiro voto será para uma das vagas a senador. Quando você digitar o número, aparecerão os números tanto do seu candidato quanto dos seus suplentes. O número deverá ter três dígitos.

Segundo voto para senador – o quarto voto também será para senador, já que duas vagas estão em disputa. Repita os mesmos passos dos votos anteriores.

Governador – o quinto voto será para governador. Quando você digitar o número do candidato de sua preferência, a tela mostrará os seus dados e do candidato a vice na mesma chapa. O número deve ter dois dígitos.

Presidente – o sexto e último voto será para presidente. Assim como no voto para governador, a tela mostrará os dados tanto do candidato à Presidência quanto do seu vice. O número deve ter dois dígitos.

Final – após o voto para presidente, a urna emitirá um sinal sonoro mais longo e a tela exibirá a mensagem “FIM”.

Votando em branco – Caso você opte por votar em branco, é necessário pressionar as teclas “branco” e “confirma”.

Dados – Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ao todo, 147 milhões de brasileiros estão aptos a votar nas eleições. O Estado de São Paulo, com mais de 33 milhões de eleitores, é o maior colégio eleitoral do Brasil.

Em São Paulo, está o maior colégio eleitoral do País, em termos municipais. O maior é a cidade de São Paulo, com 9.052.724 cidadãos em condições de votar. O município com menor número de eleitores é Serra da Saudade (MG), que tem 941 registrados. 

São Manuel tem 30.744 eleitores aptos, Areiópolis 8.486, e Pratânia 4.507.

Em nossa Comarca, são 142 seções, sendo 102 em São Manuel, 29 em Areiópolis e 14 em Pratânia.

 

Central São-manuelense de Comunicação – Jornal O Debate, Rua Cel. Rodrigues Simões, 69
Centro – São Manuel – SP, Telefones (14) 3842.3637 / 3841-4459 – contato
Desenvolvimento e Hospedagem: TeraQualy