Por Benne Bassetto motivacao@odebateregional.com.br

Edição 606 de 16/11/2018

EXEMPLO DE PERSEVERANÇA Retirado do livro “A sabedoria dos lobos”

Os lobos percorrem este planeta há mais de um milhão de anos. Os homens os caçaram, envenenaram, capturaram, ou mataram atirando de helicópteros e aviões com armas pesadas. Os homens também destruíram grande parte do habitat dos lobos e de muitos outros bandos de animais, como os de bisões, alces americanos e de caribus, dos quais os lobos historicamente sempre dependeram. Antes da ocupação humana, os lobos eram os animais selvagens que ocupavam as maiores áreas do mundo.

Eles ainda perseveram, perambulando livres pelas partes mais remotas do mundo. São animais que não desejam ser alimentados pela mão do homem. Somente desejam ficar sozinhos e viver da forma que o Criador determinou que vivessem. Infelizmente, a determinação dos lobos em preservar sua ordem social e sua forma de vida fizeram que praticamente fossem varridos da face da terra. Contudo, embora precisem agora se adaptar a alguns dos mais inóspitos climas e mais áridos solos, eles persistem obstinadamente em sua maneira de viver.

Assim como existem lobos alfa, com frequência existe também um lobo ômega na alcateia. Este é usualmente, embora nem sempre, um macho, que é geralmente o menos desenvolvido de uma ninhada. Pode ser penoso observar o bando deliberadamente maltratar esse filhote, deixando-o sempre em último lugar para tudo, em especial na hora de se alimentar.

No entanto, algumas vezes um estranho fenômeno emerge desse comportamento. Os lobos ômega, quando sobrevivem, tendem a se tornar muito brigões, até um ponto em que começam a revidar à altura. E não é incomum que alguns desses lobos ômega que conseguiram sobreviver se aventurem por conta própria, tornando-se os proverbiais “lobos solitários” por algum tempo. Tais lobos solitários eventualmente se juntam a outros bandos, ou encontram uma companheira e começam a formar seu próprio grupo.

Em quaisquer dos casos, o produto da perseverança dos mais fracos é positiva para o mundo dos lobos. Se eles se juntam a uma nova alcateia, injetam sangue novo no grupo, amenizando os efeitos hereditários. Se tornam o líder alfa de seu grupo, os membros da alcateia terão um líder que enfrentou grandes desafios e os venceu.

Temos o mesmo retorno em muitas organizações humanas: os recrutas militares que são constantemente atormentados e tornam-se soldados de valor; os jogadores de basquete que são considerados muito baixos, mas se tornam estrelas; as crianças tidas como retardadas, mas que não só progridem como triunfam ganhando bolsas escolares para universidades. A lista é tão infindável quanto o são as características da perseverança.

Não há substituto para a perseverança na vida dos lobos porque ela possibilita sobreviver contra todas as vicissitudes. 

Reflexão: Como nos tornamos cada vez mais dispensáveis em nossa sociedade, será que damos o devido valor a essa característica da nossa personalidade?

Abraços e sucesso!!!

Bene Bassetto

Central São-manuelense de Comunicação – Jornal O Debate, Rua Cel. Rodrigues Simões, 69
Centro – São Manuel – SP, Telefones (14) 3842.3637 / 3841-4459 – contato
Desenvolvimento e Hospedagem: TeraQualy