Por Benne Bassetto motivacao@odebateregional.com.br

Edição 587 de 20/12/2017

“QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS NO ANO NOVO?”

Arrumar um novo emprego, casar, ganhar dinheiro, saúde, terminar meu curso, comprar minha casa, mais paz, nada, qualquer coisa, etc., são algumas das expectativas que mais ouvimos. Mas, deveríamos nos esforçar para refletir sobre "apenas no que merecemos".

Quando alguém entende que o merecimento está diretamente ligado ao esforço, a atitude pessoal, meio caminho foi percorrido para se alcançar o desejado, ou na pior das hipóteses, diminuir significativamente a frustração pelo fracasso. Se ao invés de refletirmos "apenas no que merecemos", fizessemos a pergunta "Estamos satisfeitos com o que conseguimos neste ano que passou?", talvez a resposta seria que não, sendo que para a maioria dos insatisfeitos não está clara a relação esforço x resultado. Sem esforço é muito difícil ter conquistas.

São inúmeras as pessoas que chegam ao final do ano cansadas de tanto se esforçarem e com um sentimento horrível de não terem alcançado conquistas. Alguém que trabalha em uma determinada empresa, por exemplo, que trabalhou arduamente o ano inteiro e ajudou esta organização a conseguir vitórias, terá um sentimento de vitória pessoal se conseguir enxergar a extensão da vitória da empresa na sua própria vida. Pessoas que ano após ano se limitam a executar o que é determinado, sem saber o porquê e para quê, sem questionar, sem sugerir, sem opinar, sem se atualizar, etc., não terão outro sentimento a não ser um grande vazio.

Triste também é quando uma pessoa alcança resultados significativos e não percebe, por exemplo, é como estar em um restaurante e quando o garçom traz a conta você o parabeniza pela rapidez, e ele responde de forma surpreendente: "É, aqui é fogo. Além de atender a gente tem que trabalhar no caixa, verificar o estoque, cuidar da limpeza, etc., etc., etc.". A visão dele é de que estava fazendo mais do que devia ou que aquilo era injusto pelo que era remunerado. Não percebia que havia conquistado várias habilidades e conhecimentos e que de repente poderia estar mais próximo de ser tornar um Gerente do que voltar apenas a exercer a função de garçom. Talvez seja mais um dos que sintam um imenso vazio e a sensação de não ter conseguido nada no ano.

Quando o resultado obtido não foi o esperado, mas a pessoa tem a visão clara da relação resultado x esforço, nem tudo está perdido. Pode-se identificar onde ocorreram eventuais falhas e corrigi-las, pode-se reajustar uma meta, pode-se dar mais tempo, pode-se buscar mais apoio, enfim, pode-se "não desistir".

Quantos e quantos sonhos morrem junto com o ano, sendo que poderiam continuar sendo trabalhados e conquistados mais a frente. Início de ano é o momento mais oportuno para refletirmos. O que aprendi com os erros cometidos, como posso fazer melhor, agir diferente. Que no ano que se inicia, tenhamos claro nossos objetivos e coragem para AGIR corretamente para o alcance de nossos sonhos.

Abraços e sucesso!!!

Bene Bassetto

 

 

 

 

 

 

Central São-manuelense de Comunicação – Jornal O Debate, Rua Cel. Rodrigues Simões, 69
Centro – São Manuel – SP, Telefones (14) 3842.3637 / 3841-4459 – contato
Desenvolvimento e Hospedagem: TeraQualy